"... muitas das opções que marcam a vida dos adeptos do Sport Lisboa e Benfica no vocabulário, nos símbolos, nas atitudes e na postura, são, de forma indelével, opções de cariz religioso"
José Jacinto Pereira in "O Benfica como Religião"

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Sermão de Jesus a Maxado, primo de Tadeu

Princípio da noite na Catedral. Jesus e seus discípulos preparam-se para um passeio tranquilo antes de jantar.

Súbitamente o som de uma gargalhada quebra a paz reinante na Catedral. “Jesus ... ahahahah ... o Mestre .... ahahahah ....” ouviu-se.

“Pelos Tomates do Padre Inacius, mas quem ousa desdenhar de mim em plena Casa Gloriosa?” perguntou Jesus.

O Glorioso grupo virou-se para um dos bancos da Catedral onde se havia sentado uma criatura estranha e pequena que ao ver em si concentradas as atenções falou e disse: “Sou Maxado, primo de Tadeu o polícia filho de Anacoreta ceguinho que nunca viu e a quem toda a gente manda para a p. q. o p., e venho aqui desafiar-te. Disseram-me que curas os pecados à estalada e que conseguiste mostrar a Luz ao Chocos, vizinho do Palmelense, ao Pescas, filho do Douro e ao Ever filho do Ton, entre outros. Que ao primeiro deste 8 estaladas e aos outros deste 5 a cada um. Pois a mim não conseguirás mostrar a Luz”.

Nesse instante irrompe pela porta da Catedral uma criatura das tenúmbras exclamando: “ Estou aqui, estou aqui, eu vejo tudo, no meu primo não se toca”.

Era Tadeu, filho de Anacoreta, ceguinho que nunca viu, conhecido por se ter entregue irremediávelmente ao pecado da gula por fruta e chocolatinhos. Havia sido já excomungado e proibido de entrar na Catedral.

Sentindo o cheiro repelente das trevas invadindo a Catedral, Jesus falou com a sua voz poderosa: “ Tadeu, filho de Anacoreta, ceguinho que nuca viu, vai prá p. q. te p.”. Enquanto Jesus falava, o discípulo Cardozão enfiou um biqueiro no Tadeu com tanta potência que perdeu o seu sapato, preso na região anal de Tadeu que foi impelido para fora da Catedral enquanto gritava: “Oh padrinho, ajuda-me, tinhas-me dito que eram favas contadas”.

Tendo perdido a paciência Jesus volta-se para Maxado e disse-lhe: “Vês estes quatro dedos da minha mão? Vais levar uma estalada por cada um deles, verás a Luz”. Dito e feito, Maxado estava encolhido e envegonhado sem conseguir dizer palavra.

Perante o silêncio de Maxado, Jesus enfiou-lhe mais um par de estalos e disse: “Estes são para que não esqueças, como faziam os cavaleiros da antiguidade”.

Maxado, vergado e desnudado de toda a sua arrogância, precipitou-se para a saída da Catedral resmungando de forma imperceptível.

Jesus sorriu para os seus discípulos: “A Luz Gloriosa banhou outro pecador, o passeio fica para a próxima, agora vamos jantar tranquilamente.”

E todos foram alimentar os seus corpos terrenos com a satisfação de mais um passo dado em direcção à Glória.

1 Comentário:

3 Gloriosas Estrelas disse...

lol
Grande Padre Inacius

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo

Benfiquistas

Os Tomates do Padre Inacius © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO